domingo, 19 de enero de 2014

Tamborim novo na Academia de Samba Praiana

.
Dia destes cometo um gatocídio. O filho de gata de rua, o Gatolino, também conhecido por Gatogaio pela sua mania de andar no meu ombro feito papagaio de pirata, enquanto eu conversava com a mãe, sumiu. Depois de colocar a mãe para dormir, a minha velhinha, senhora de 90 anos, varri o apartamento atrás do ordinário, cada pedacinho, cada fresta, tem muitos lugares pra se esconder, mas olhei tudo, até o que seria quarto de empregada e é depósito de trastes, mexi e veio tudo abaixo, e nada. Embaixo de camas, dentro de sofás que ele arranhou, em cima dos móveis, no espacinho atrás da máquina de lavar, dentro de baldes no tanque, na estante com livros demais, sempre acha um esconderijo por ali, e nada.

Atrás de gata é que não foi, pois quando o encontrei, muito novinho, todo arrebentado na rua, sangrando e com fome, alguém já tinha cometido o crime. Sei que a castração é necessária, mas faço diferente: antes deixo dar uma aproveitada na vida, namorar uma meia-dúzia de gatonas, para somente depois disso tirar-lhe a alegria. Só se virou gay, aí saiu atrás de algum não castrado, se é que isso ainda existe.

O apê onde hoje estou não é grandão, 3 quartos (um pequeno, seria para som, biblioteca), sala, cozinha, sacada, etc. Aí senti o drama e saí me batendo pra rua, vai que se mandou, doido pra ser atropelado. Depois de uma hora e meia, desde 23:45h, apareceu, de cima de um roupeiro alto do quarto onde a mãe dorme (como chegou lá, sem apoio ao lado, só Deus sabe), de dentro de uma sacola aberta, bem belo, com miau de me dá comida.

Estou doando um gato, até pago algum pra quem topar levar o indivíduo metido a pássaro. Se ninguém quiser, ele que se cuide, o carnaval se aproxima e ando com saudade de couro de verdade, esses artificiais não tem som igual.
.

2 comentarios:

  1. Quem vai fazer tamborim com o seu couro .....sou EUUU !
    Deixa o Gatolino comigo que eu cuido ....OK !!!!

    ResponderEliminar