martes, 29 de enero de 2013

Tristes dias em Santa Maria, n'A Charge do Dias

.
Lúcio Peregrino dá início às "Notícias do Notibuc", enquanto a tigrada saí da fada verde para a cervejinha.

O Contralouco se antecipa: - Procura aí primeiro as notícias de Santa Maria, ouvi falar que o músico daquele gurizada medonha diz que não tem culpa do incêndio na baiúca.

- Certo, vejamos... aqui.

- Integrante da banda Gurizada Fandangueira diz que não é doido para levar pólvora para dentro daquele apertamento, o sinalizador seria de fogo frio, inofensivo, argumenta, sem pólvora. As autoridades não descartam essa possibilidade, mas testemunhas afirmam que foi o artefato que produziu o fogo, ao encostar no teto enquanto o vocalista pulava com aquilo na mão. Os donos dizem que não autorizaram o uso de sinalizadores.

- Ah, não autorizaram, e como é que usaram, diante do nariz deles? -, pergunta Zilá da Tristeza.

- De repente aconteceu no primeiro que acenderam, não deu tempo de impedir e incendiou tudo -, responde Jussara do Moscão.

- Mas todo mundo sabia do sinalizador, é o mote da banda, são famosos por isso -, lembra Silvana Maresia. 

Gustavo Moscão: - Então agora é que fudeu tudo, vai sobrar para a instalação elétrica, pois o fogo teria começado no teto de espuma.

Tigran Gdanski: - Seja o que for, não interessa, aquele joça tinha é que ter três saídas, a normal e duas de emergência.

Aristarco de Serraria: - Gente, proponho pularmos essas notícias, a gente acaba se irritando por nada; não adianta, agora é cada um querendo tirar o seu da reta. Paciência, a polícia já deve estar fazendo contato com o fornecedor dos tais sinalizadores, quem e quando instalou a rede elétrica, material utilizado, e, mesmo assim, só depois do laudo técnico para se ter uma idéia. Polícia, bombeiro, juiz, é tudo gente preparada, a gente pensa que são como nós, mas não é assim. Desde técnicas de interrogatório à investigação em si. Tem bombeiro que bate os olhos na cena de devastação e tem uma idéia de onde o fogo começou. Cada macaco no seu galho.

O bom senso do filósofo-boêmio é acatado. Lúcio prossegue em seu périplo:

- Bandeiras do Brasil a meio-pau em todo o território nacional e embaixadas pelo mundo.

- Denúncia do bode Marcos Valério contra o Lula, de que ele é o chefe da quadrilha, será enviada pelo Procurador Geral para o primeiro grau, vez que Lulaluf não tem foro privilegiado.

Jezebel: - Isto é, ficará cem anos tramitando e dará em nada.

- Tribunal Internacional decide: vagabos da Holanda e da Inglaterra não receberão de volta a grana das suas picaretagens na Islândia, país que há cinco anos, empurrado a pau pela população, negou a dívida externa, o que o PT aqui prometeu e não cumpriu.

- O desmoralizado Renan Calheiros, mais sujo que pau de galinheiro, que nosso amado governo quer para presidir o Senado Federal, além de possuir uma ficha de malfeitos que vai daqui até a esquina, agora é passador de notas frias. A Procuradoria Geral da República fincou-lhe mais um processo nas costas, que já está sob análise do Supremo Tribunal Federal. Dilminha, a refém do PMDB, festeja intimamente. O grande senador Eduardo Suplicy manda o elemento - o Renan - cachimbar formigas, e pede votos para Pedro Simon.

O Contralouco ergue o copo de cerveja e exclama: - Dá-lhe, Joaquinzão!

- Ricardo Teixeira, o mafioso brasileiro, ex-presidente e ainda funcionário da CBF, é acusado de vender votos para a eleição do Catar como sede da Copa de 2022.

- Grande novidade... -, diz Wilson Schu.

- Dirigentes do Inter piraram: querem comprar um perna-de-pau do Palmeiras chamado Luan. É assim que pretendem ganhar alguma coisa.

Clóvis Baixo solta um puta que me pariu e vai ao banheiro.

- E com esta chega de notícias por hoje, nem eu aguento -, diz Lúcio.

Partem para as obras do dia. Leilinha Ferro, que perdeu uma amiga na tragédia e ontem não trabalhou, liberou em dobro. Aristarco e todos apertaram o coração ao ver os olhos inchados da menina, ele sussurrou: - Que tristes dias...

Jezebel: - Hoje é que vai começar a cair a ficha, na hora da mãe pensar em dizer "Vai chamar o teu irmão pra almoçar, fica socado naquele computador...".

Os boêmios ficaram com:

Newton Silva, de Fortaleza (CE).




Paixão, da Gazeta do Povo (Curitiba, PR).



Aroeira não entregou os pontos, mas dizer o quê? Diz, à sua maneira, deve ter meninos/as. Cada um, cada um, eu não sei o que faria (Salito, se metendo).




E com o Sid, do Metro 1 (Salvador, BA). Pegamos carona com os boêmios: aí está, antes de qualquer fatalidade, a razão maior, na opinião desta palafita, que Tigran hoje mencionou e alguém ontem já comentou aqui neste espaço.




Leilinha Ferro, instada pelos empinantes, escolheu as suas. Escolheu botando o dedinho em cima, não conseguia falar, e saiu correndo para a rua.

Ficou com o Dálcio, do Correio Popular (São Paulo, SP).




E com o Cazo, do Comércio do Jahu (Jaú, SP).




A coluna A Charge do Dias leva esse título pelo seu idealizador, o mestre Adolfo Dias Savchenko, que um belo dia se mandou para a Argentina, onde vive muito bem. Sucedeu-o na coordenação a jovem Leila Ferro, filha do Terguino, quando os boêmios amarelaram na hora de assumir o encargo. Antes eram dois butecos, o Beco do Oitavo e o Botequim do Terguino, que há poucos meses se..., bem..., se fundiram (veja AQUI), face a dívidas com o sistema agiotário. O novo bar manteve o nome de um dos butecos: por sorteio ficou Botequim do Terguino, agora propriedade dos ex-endividados António Portuga e Terguino Ferro.


(Alô, minha mãe e minhas irmãs, sobrinha, amigos, quase morri de preocupado. Alô, Santa Maria, alô povo de Formigueiro, Agudo, São Sepé, tantos, tantos, Rio de Janeiro, Carazinho, choro junto, que Deus nos ajude, fé).







2 comentarios:

  1. Joãozinho Ponta Grossa29 de enero de 2013, 21:48

    Esta Zilá da Tristeza deve ser parente de nosso querido e saudoso Dr. Mário Totta, grande agitador dos bailes de carnaval do antigo Cinema Gioconda. Concordo com ela em gênero, número e grau.

    ResponderEliminar
  2. Bah, tchê, a Zilá vem a ser esposa do Chupim, tu conhece, o negão Chupim da Tristeza (de gravata vira João dos Santos de Oliveira), grande figura, honesto, sincero e amado, abatido como todos nós ainda, ela pior, tia-contra-prima de uma mocinha de SM, nesse dia ela ainda não sabia.
    Mas a referência a D. Zilá Totta, e ao seu Mário, encheu a palafita de esperanças, pessoas honestas, de fé e coragem, e vamos que Deus é maior. Só tu mesmo.
    Abraço.
    Salito.

    ResponderEliminar