martes, 14 de septiembre de 2010

Aleluia, Gretchen


Em comício ontem em Joinville (SC), bela cidade que teve o azar de acolher e acobertar nazistas no pós-guerra, o presidente Lula criticou o DEM - Democratas (ex-PFL, ex-ARENA) dizendo que o mesmo alimenta o ódio e deve ser "extirpado" do país, e que não quer acreditar que o povo de Santa Catarina irá colocar no governo uma pessoa de um partido que entrou na justiça para acabar com o programa de bolsas universitárias do ProUni.

Sempre começo a rir compulsivamente quando vejo o nome atual do partido que foi a razão e o sustentáculo da ditadura militar. "Democratas". Nunca vi tanto fel. Eu já vi cara-de-pau neste mundo, algumas irritantes, como o Boris Casoy, do antigo CCC - Comando de Caça aos Comunistas - ele nega..., tudo bem, então não era -, falando em democracia na televisão, mas neste caso desato em gargalhadas, é demais. Para não falar da Globo. É como dono de prostíbulo onde nos fundos esquartejam pessoas inocentes querer se dizer pastor, ó Jesus, o que aliás também já temos.

Bom, estou me recobrando, ã... aqui do alto da palafita, entendi que o presidente quis dizer o que disse: extirpar da política, desarraigar, arrancar, mas pelo voto, que é o que se pede em comícios. Nessas horas é bom lembrar que o presidente não é o letrado Sarney marimbondo no rabo.

Não, nada de torturar os cidadãos, a ditadura se foi. Interessante que os DEM imediatamente pensaram em arrancar de outra maneira, sei lá qual, por que será?

Um dos caciques do DEM, que alguns mal-intencionados chamam de Demônios, o sincero e probo Rodrigo Maia, não deixou passar:

- O caminho para extirpar o adversário é na linha da Alemanha nazista. O presidente age de forma autoritária ao invés de deixar o eleitor decidir.

O honrado e frugal direitão José Aleluia, do mesmo DEM, não deixou por menos:

- Está nascendo um déspota. Ele demonstra o viés antidemocrático do governo para o qual o Brasil está caminhando. Espero que a frase sirva de advertência para o povo brasileiro de que esse é o caminho de um partido cínico.

O poderoso chefão de clã e daquela região, o carinhoso extremão Sr. Jorge Konder Bornhausen, que era governador biônico na época da ditadura (em seu governo houve a Novembrada, com prisões e espancamentos de estudantes), e que em 2005, referindo-se ao PT do molusco, havia dito: "Estaremos livres dessa raça pelos próximos 30 anos", também achou demais:

- Aconselho o presidente Lula a não faltar com a verdade, a não inaugurar obras inacabadas e a não ingerir bebida alcoólica antes dos comícios.
.
Biônico, para a torrente de moçadinha que lê este bloguinho, é aquele treco onde há partes eletrônicas substituindo o órgão. Braço biônico, por exemplo. Era como a resistência jocosamente chamava os indivíduos que representavam a ditadura nos cargos, levados aos postos na silenciosa noite do horror, sem eleições, sem comícios, que assassinava brasileiros tendo como pretexto zelar pela Segurança Nacional. Então, os civis que eram íntimos e razão do regime despudoramente viravam prefeito biônico, senador biônico e governador biônico. Na marra. Alguns aproveitavam para aumentar a fortuna.

E esse DEM agora trouxe para si, entrando nele, a outro grande partido de financistas. Levarão?

Passando por cima de mim, sim.

Heil!


*

2 comentarios:

  1. Sob essa casca de socialistinha, você não passa de um comunista empedernido. Só estou esperando que comece a defender os viados, casamento gay, etc. Seu patife, viadão.

    ResponderEliminar
  2. A democracia dos democretinos é assim, para os honoráveis bandidos as benesses da lei, para o inofensivo palhaço Tiririca, o rigor (Tiririca, segundo as recentes notícias, vai ser processado pelo Ministério Público, por conta de declarações suas na imprensa que desagradaram aos honoráveis).

    ResponderEliminar